Carregando...

Como precificar o seu trabalho como fotografo? Confira estas 5 dicas!

Dicas

Seu sonho é transformar a fotografia de um trabalho que praticamente não dá dinheiro a uma profissão realmente rentável? É hora de falar de precificação. Sem saber como lidar com ela, a sua vida com certeza será mais difícil.

Definitivamente, precificação não é o assunto que mais interessa a um fotógrafo. Afinal, não exige criatividade nem saber usar a luz ou o melhor ângulo. Parece entediante, ainda demanda disciplina e, claro, fazer contas! Como consequência dessa falta de interesse em estudar a melhor forma de precificar seu trabalho, muitos profissionais acabam atuando praticamente de graça. Para acabar de vez com esse problema, separamos algumas dicas simples que podem transformar o seu dia a dia.

1. Conheça o Mercado:

Pesquise o quanto cobram os profissionais da sua área.  Compare a qualidade técnica e de serviço deles com as suas. Assim que você estabelecer onde o seu trabalho se encaixa, determinar o preço dentro da realidade será bem mais fácil.

É comum encontrar no mercado  fotógrafos que subestimam o próprio trabalho seja porque desconhecem a precificação ou porque desvalorizam o segmento que escolheram. Isso acaba subvalorizando a fotografia, em geral, e pode levar o seu negócio ao fracasso. Da mesma forma, o céu não é o limite: por mais que suas fotos sejam obras de arte, se você ainda está começando é preciso ter pés no chão para ter rentabilidade.  Seja sensato e compare sempre!

2. Conheça seu cliente

Pesquise qual o perfil de público você gostaria de atingir, seja aquele que valoriza o trabalho artístico e pagaria por ele ou aquele que quer um registro em imagens sem investir muito nisso. Estruture o seu preço pensando no seu público-alvo e tenha coerência: oscilar muito de cliente para cliente pode fazer você perder a credibilidade.

3. Avalie o seu investimento

Determine quantas horas você se dedica para realizar uma sessão. Desde os preparativos, até a edição, passsando pelo tratamento de imagens e até a entrega dessas fotos, prevendo toda a interação que você precisa ter naquele job. Quanto você investe nesses preparativos, no planejamento, quanto realmente você está ganhando por hora?  

4. Determine suas despesas

Esse é o item onde os fotógrafos mais se perdem. Você costuma incluir os custos do desgaste do uso do seu equipamento? E as horas que você gasta antes, durante e depois da sessão? Quais os serviços você oferece além de fotografia? Esteja confiante para valorizar o que faz, mas lembre-se sempre de se basear em custos reais fixos e variáveis.

Despesas fixas: essas são as despesas que não mudam nunca, como aluguel, seguro, alimentação. Liste todos os gastos e tenha um controle dessas despesas para prever o quanto deve receber.

Despesas variáveis: Dependendo do tipo de trabalho, haverá custos diferentes. Se você precisará viajar, se terá custo com postagem de DVD ou terá que alugar um equipamento especial para um certo job, tenha certeza de que está incluindo tudo na hora de precificar.

5. Faça uma projeção anual

Depois de calcular seus custos, defina o valor da sua hora e faça uma projeção de quantos jobs você precisa realizar para ter o lucro desejado. Essa será a sua meta e guiará o seu planejamento e a sua precificação. Comece traçando lucros que vão pagar as dívidas e garantir a sua sobrevivência. Mais tarde, você poderá pensar grande e ir além.

Não tenha medo e crie quantos grupos de despesas for necessaries em tabelas no excel.

Quer saber por onde começar?

A fotógrafa de casamento Jamie Swanson criou uma fórmula que pode assustar à primeira vista, mas não é nada impossível e pode resolver a sua prefcificação. Basta inserir os valores e deixar a calculadora fazer o resto.  É uma ótima forma para determinar quanto você irá cobrar por hora, usando como base as suas despesas fixas, o lucro que deseja por ano e quantas horas pretende trabalhar nesses 12 meses. Olha só:   

Vamos supor que seu objetivo seja lucrar R$ 20.000,00 em um ano (Lucro Anual Desejado) e que suas despesas girem em torno de R$ 10.000,00 por ano. Considere a hipotética carga tributária de, em média 20%, considerando INSS e tributos estaduais, municipais e federais.  Supondo que você realize quatro casamentos por mês, você teria um mês de férias e realizaria 44 casamentos por ano. Se em cada sessão você precisa de  10 horas de trabalho, então você teria um total 440 horas fotografando por ano. Nesse caso, o valor da sua hora seria exatamente R$79,50.

Essa foi apenas uma simulação e que mostra como determinar as despesas é importante para precificar e planejar seu sucesso. Lembre-se: cada job tem custos variáveis que devem ser levados em consideração. Essas particularidades de cada trabalho devem ser consideradas individualmente. A fórmula, portanto, funciona apenas como uma estimativa anual do quanto a sua hora deve valer para alcançar seus objetivos. Dessa forma, algo que esteja em torno do valor esperado  atenderá as suas expectativas de lucro e de crescimento.

Ufa! Deu pra perceber que precificar dá um pouco de trabalho. Mas se você dedicar algumas horas semanais a isso, depois basta repetir e atualizar as informações. Com certeza, você será uma pessoa mais aliviada e feliz consigo mesma por saber quanto vale a sua hora. Sem contar que você terá referências para valores mínimos e máximos para qualquer job.  

Além disso, com a perspectiva de lucro, você poderá planejar férias, viagens de fim de semana, ou seja, conciliar a sua vida profissional com seus projetos pessoais, como a compra de um imóvel, a celebração do seu casamento ou até planejar a chegada dos filhos. Sem precificação, não há fotografia nem fotógrafo que sobreviva, não é mesmo? Pronto(a) para começar?

Junte-se aos 24791 fotógrafos que optaram por receber nosso conteúdo exclusivo em seus e-mails (é gratuito)!
Quero receber a newsletter!
Saiba mais sobre o GreatStudio
A missão do GreatStudio é criar e manter sistemas que venham a resolver problemas reais
dos fotógrafos e estúdios de fotografia,
estabelecendo uma parceria de longo prazo
para ajudá-los a alcançar seus objetivos de forma mais rápida e descomplicada.
2014 - 2019 © - Sistema para fotógrafos e estúdios de fotografia